Apresentação

Bibliotecas e devaneios é um site para compartilhar em acesso aberto artigos, slides, vídeos e textos dispersos sobre o que tenho feito nestes meus 25 anos de trabalho. As temáticas predominantes são as bibliotecas universitárias e a comunicação científica, mas tem também literatura, cinema, política e filosofia de boteco.

Por Letícia Strehl

Contexto e desafios das bibliotecas universitárias

 Ensaio e slides elaborados para apresentação na mesa redonda “As práticas tradicionais da biblioteca universitária versus demanda informacional das bibliotecas contemporâneas”, realizada na edição 2020/2021 do “XXI Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias” em 08/12/2021.
Slides e vídeo da palestra “Éramos documentalistas; agora, somos também bibliotecários analistas e educadores” feita no “I Simpósio de Biblioteconomia” da Universidade de Caxias do Sul em 20 de maio de 2020.
Slides e vídeo da palestra “Um meme para pensar muito seriamente a biblioteca universitária” promovida pelo CRB10 e UCS em comemoração ao Dia do Bibliotecário em 12 de março de 2021.
Slides e vídeos de diversas palestras proferidas sobre a missão da biblioteca universitária na Era Digital
Palestras (vídeos e slides) e texto sobre os modelos de negócio de e-books praticados no Brasil e a responsabilidade social de bibliotecas e o mercado livreiro.

A importância das bibliotecas é ainda ampliada no momento crucial que vivemos: a Era da Pós-Verdade. O movimento de desinformação instaurado pela disseminação proposital de notícias falsas nas redes sociais deve ser por nós combatido com uma intensa atuação para promover um comportamento crítico e ético em relação à informação entre nossas comunidades.

Os sistemas de bibliotecas existem como recurso técnico e gerencial para potencializar a atuação de cada uma de suas bibliotecas. As ações e recursos compartilhados exigem políticas e procedimentos comuns construídos a partir do senso de coletividade e da disposição de formar consensos. A valorização do coletivo é tarefa árdua numa sociedade cada vez mais egoísta.

Comunicação científica e cientometria

Slides e vídeos do Curso “ABC de Cientometria” em três aulas.

Os avanços de acesso, produção e disseminação de informações testemunhados nas últimas décadas ocorreu graças ao desenvolvimento de uma nova geração de tecnologias formada por equipamentos, linguagens de programação e plataformas.

Alguns analistas podem centrar-se apenas nas máquinas e softwares que ofereceram a infraestrutura para esta revolução. Ao fazerem isso, deixam de perceber o elemento da cultura de colaboração entre as pessoas que criaram essas máquinas e softwares pela formação de grandes comunidades de desenvolvedores e usuários. Comunidades que se constituíram, direta ou indiretamente, como parte deste Movimento que passamos a reconhecer como Ciência Aberta.

Em um relacionamento sério com a literatura desde 1976

A dupla capacidade da literatura de ser recurso para entender o mundo e para fugir do mundo é encantadora. Eu sempre reverencio o Anjo Protetor dos Leitores quando ele coloca em meu caminho o livro certo para o humor do momento. Se Deus é brasileiro, eu não sei (hoje desconfio que não), mas, jogo e não perco, esse anjo tem uma vocação bibliotecária. Leia post completo…

Jane Austen, Virgínia Woolf, Simone de Beavouir, Elena Ferrante, Chimamanda Adichie e tantas outras escritoras escreveram sobre mulheres independentes em situações muito reais e, frequentemente, limites de uma circunstância na qual a submissão tornaria suas vidas muito mais simples. Insubmissas, movidas por suas próprias razões, as personagens principais destas autoras seguem seus rumos. Sobre isso trata esta lista

Resisti muito a comprar um e-reader. Apesar de muitas vezes duradouras, minhas resistências não costumam ser eternas. Frequentemente, a “cabeça-durisse” é compensada por uma tentativa de retratar publicamente o quão bom é aquilo que neguei por tanto tempo . E é disto que trata este post: uma reparação com os e-readers (no meu caso, leia-se Kindle). Leia post completo…

Por que ler Simone de Beauvoir? Neste texto, faço um relato pessoal da importância desta feminista e filósofa existencialista, que escreveu “O Segundo Sexo” e tantas obras fundamentais, inspirando mulheres em sua luta por igualdade e liberdade há décadas.

Devaneios políticos

“A política e a humanidade em conflito” é uma Lista de filmes e séries que indicamos para pensar essa relação entre indivíduos e sistemas políticos sob diferentes aspectos. Ficou curios@? Clica no link.
O posto de saúde, a escola, a parada de ônibus: uma reflexão sobre as derrotas nas eleições de 2020 num texto longo, às vezes repetitivo, mas que reflete uma necessidade de desabafo. Local de fala: Porto Alegre, RS-Brasil

Recomenda (em poucas palavras)

(29) Reivindicação dos direitos da mulher por Mary Wollstonecraft

Imagine que em um cômodo onde você sempre está (seu quarto, seu escritório, sua sala) há uma pequena porta que parece dar a lugar algum. Ela fica escondida atrás de um armário, é uma porta que ninguém além de você sabe que existe. Imagine que, ao abri-la, você se depara com um túnel do tempo, […]

(28) A elegância do ouriço por Muriel Barberi

“A elegância do ouriço” de Muriel Barberi e “Sobre os ossos dos Mortos” de Olga Tokarczuk têm uma característica em comum: heroínas improváveis. E por que isso é importante?  Porque o provável e o improvável são regidos pelos estereótipos, pelos estigmas que a sociedade sai distribuindo por aí. Estereótipos que acabam por desumanizar a todos, […]

“Agatha Christie: a eterna fugitiva” por Rosa Montero

Hoje é dia de celebrarmos a vida e a obra de Agatha Christie através da leitura conjunta do capítulo dedicado a ela em “Nós mulheres” de Rosa Montero. “Nós mulheres” resgata a história de mulheres geniais invisibilizadas pelo machismo dos cronistas da história, tendo, contudo, algumas exceções, entre elas, esse texto sobre a brilhante e […]

Quem é ela? Quem é ela?

Começando a divulgação da Roda de Rendeiras no El Pesto do mês de junho. Quem é ela? Quem é ela? Neste mês, nosso encontro do lendo juntas “Nós mulheres” de Rosa Montero será sobre uma escritora que vendeu mais de 2 BILHÕES de exemplares mundo afora. Quem é ela? Quem é ela? Salve a data: […]

(27) Instruções para salvar o mundo por Rosa Montero

“Instruções para salvar o mundo” é um romance existencialista de Rosa Montero, uma escritora de sensibilidade e genialidade ímpares muito comentada neste blog. Você sabe aquele momento em que a vida parece insuportavelmente difícil de viver e só lhe sobra um restinho de teimosa esperança para seguir adiante? Pois então, esse livro trata sobre: esse […]

(9-10) Kamchatka e Trumbo

Os dois filmes desta semana estão reunidos aqui na lista “Política e humanidade em conlito” não por acaso: ambos representam os inimigos do Estado de governos que optaram por esconder suas mazelas alimentando a fantasia da ameaça comunista. Em “Kamchatka”, tocante filme argentino, percebemos os horrores da ditadura militar pelo olhar de uma criança de […]

Personagem de “Nós mulheres”: o Marquês de Condorcet

O Marquês de Condorcet foi um feminista fervoroso, que, entre tantas contribuições, escreveu, em 1790, o ensaio “Sobre a adminissão das mulheres no direito da cidade.” No ensaio ele disse: “Ou nenhum membro da espécie humana tem verdadeiros direitos, ou todos têm os mesmos; aquele que vota contra os direitos do outro, quaisquer que sejam […]

Roda de Rendeiras no El Pesto: lendo juntas “Nós Mulheres” de Rosa Montero

Roda de Rendeiras orgulhosamente apresenta: [Tambores soando……]🥁🥁🥁🥁🥁🥁 Lendo juntas ” Nós mulheres” de @rosamontero_oficial ! ♀️ Toda primeira segunda do mês, às 18h45 no @elpesto596 🍕🎊 Um capítulo lido a cada mês com discussão das Rendeiras aberta ao público porque Roda de Rendeira que se prese, só aumenta! 📖🤓🌻 Começaremos com um tributo às mulheres geniais de nossa história […]

Um domingo sem luz

“Um domingo sem luz” poderia ser o título de uma postagem poética caso a cidade na qual reside esta blogueira não tivesse problemas tão literais. Assim, em Porto Alegre, nome não literal desta cidade, tem mais um domingo sem luz e sempre previsão de luz. Depois da privatização, foi acionado “o modo vire-se”. Haja vela.

%d blogueiros gostam disto: