#LeiaMulheres Item da lista Literatura Vídeos

Nós mulheres por Rosa Montero

Lista “Mulheres, literatura e libertação”

7- Nós mulheres por Rosa Montero

Conheço pouco as obras de Rosa Montero, mas achei sua personalidade encantadora de cara. Em 2020, nesta diferente  “Feira do Livro Virtual de Porto Alegre” que tivemos, ela fez uma palestra genial. Relata seu processo de escrita de forma vívida, animada, como se seu texto surgisse de um fenômeno paranormal, uma espécie de assombração por seus próprios personagens.

Sua espontaneidade e generosidade são contagiantes no vídeo, mas um outro lado dela fui conhecer quando li “Nós mulheres”. Neste livro de não ficção, vemos uma grande capacidade de pesquisa e ordenamento sistemático de ideias, que se contrapõe à assombração e ao caos da criação de suas personagens ficcionais.

“Nós mulheres” é um belíssimo exemplo de iniciativa relativamente recente de tirar da invisibilidade  e do anonimato importantes personagens femininas que marcaram a História nos mais diversos campos de atuação. Invisibilidade e anonimato femininos que já havíamos referido ao falar de Martha Batalha e Virgínia Woolf como obras desta Lista.

O livro traz informações sobre diversas personagens históricas. Algumas muito conhecidas e outras também fundamentais, mas absolutamente invisíveis. Uma diversidade de feitos e personalidades capazes de provocar toda a série de reflexões, que não consigo explicar sem usar as palavras da própria Rosa Montero:

“Mas minhas avaliações estavam subestimadas; não fui capaz de avaliar o tamanho da tergiversação e do ocultamento que sofremos. A porção invisível do iceberg de mulheres silenciadas começa a emergir agora, e tem dimensões colossais. E entre elas há de tudo, heroínas e tiranas, revolucionárias e retrógradas, salvadoras do mundo e assassinas cruéis. E isso é formidável e libertador. O feminismo, ou ao menos a parte majoritária do feminismo, não reivindica pessoas santas, mas pessoas que possam viver todas as possibilidades do ser, para além da tirania dos estereótipos. Vocês sabem, é aquela velha história: as meninas boas vão para o céu e as más vão para qualquer lugar. Eu sempre disse que alcançaremos a verdadeira igualdade social quando conseguirmos ser tão tolas, ineficazes e malvadas como alguns homens o são sem que sejamos recordadas especialmente por isso.” (MONTERO, 2020, p. posição 116)

Assim, super recomendo a leitura: uma linda obra sobre diversidade e transcendência histórica de personagens que construíram extensas bifurcações para fugir da linha reta do caminho que queriam que “nós mulheres” seguíssemos. 

#LeiaMulheres

Referência

MONTERO, Rosa. Nós mulheres: grandes vidas femininas. São Paulo: Todavia, 2020. 

Texto elaborado originalmente para Conexão Rendeiras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: