Filmes

E meu Oscar afetivo de 2021 vai para… O Agente Duplo

Tenho uma relação super conturbada com o Oscar. Amo cinema e amava acompanhar as premiações. Muitos torcem por futebol, eu gostava de torcer pelos meus filmes preferidos. Assistia à cerimônia como quem acompanha um gol. Coisa bem maluca, mas verdadeira.

Em “Meu Kindle se chama Antônia“, mencionei que minha decepção pela derrota de “O quatrilho” no Oscar foi transformada em paixão pelo filme “A excêntrica família de Antônia”, seu concorrente vencedor. O que não contei antes é que, poucos anos depois, a decepção com a premiação foi insuperável. O Oscar me perdeu para sempre quando a “Vida é Bela” ganhou de “Central do Brasil” como melhor filme estrangeiro.

“Central do Brasil” é um filme poético e socialmente potente. A “Vida é Bela” é, bem… Eu não sei! Nunca consegui assisti-lo. Afinal, ele derrotou meu amado “Central do Brasil” no Oscar!!!!! Tudo isso para dizer que minha relação com premiações de cinema é absolutamente irracional. Alguns são assim com religião, outros com futebol, os mais perigosos são assim com política, eu sou com o Oscar.

Mesmo sem assistir às cerimônias, ainda gosto de saber dos indicados e seguir em uma torcida distante. Torci muito para que Jorge Drexler ganhasse o Oscar de melhor canção por “Diários de Motocicleta” e fiquei muito contente com o reconhecimento de “O Segredo dos teus olhos”. Acompanhei também atentamente, ano passado, “Democracia em vertigem”, uma versão um tanto inocente sobre um Golpe de Estado nada inocente. Neste caso, com imensa justiça, a premiação foi perdida para “American Factory”, este sim um documentário genial.

Em 2021, comunico a quem possa interessar (com alto potencial de zero interesse), que o meu Oscar afetivo de 2021 vai para…

… tambores…
… “O Agente Duplo”.

Indicado na categoria “documentário”, “O Agente Duplo” é daqueles filmes muito especiais. Ele parece um filme de ficção, proeza rara para documentários, sendo capaz de tratar com seriedade e leveza um problema pesadíssimo: o abandono na velhice.

Confesso que fiquei até com medo de conhecer os demais indicados (apenas os fanáticos que por ventura lerem este texto entenderão).

O Agente Duplo está disponível em streaming pelo Globo Play. Compartilho aqui a dica na esperança de aumentar a torcida por este documentário sensível, com o protagonista mais cativante de todos os tempos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: