Filmes

Jane Campion, reparação 30 anos depois

Em 1993, Jane Campion dirigiu o Piano, um dos mais belos filmes já feitos sob inúmeros aspectos, entre eles, uma direção de tirar o fôlego da primeira à última cena. Indicada, perdeu o Oscar, que foi ganho por Clint Eastwood pelo bom, mas nada extraordinário “Os imperdoáveis”. Ruim para a premiação marcada por escolhas duvidosas. Eu não acompanho mais as cerimônias, o que o Oscar diz ou deixa de dizer tanto faz. Hoje, por acaso, circulando pelo face, vejo a foto de Jane Campion com a estatueta. Disse alto (sozinha): “Não acredito!” Pensei (comigo): “Não faz 20 anos?”. Google me respondeu: “Não, quase 30”

“Ataque de cães” é ótimo, menos tocante para mim que “O Piano”, mas para mim tudo é menos tocante que o Piano, então não é critério. 30 anos depois: “O Oscar de melhor direção vai para………….. Jane Campion!”

Feliz pelo Oscar, que ganhou Jane Campion como sua agraciada! Para Jane Campion, na minha humilde opinião, não faz diferença, ela é uma grande cineasta faz muito tempo e, assim, seguirá.

P.S.: uma pequena chama de esperança se acende. Quem sabe os outros filmes dela passam a fazer parte do repertório dos serviços de streaming? Tomara! São difíceis de achar! Fica a dica #Netflix.

#JaneCampion

#Oscar

#Piano

#Ataquedecaes

#Netflix

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: